compartilhar

O objetivo desse trabalho foi apresentar os resultados da aplicação da tecnologia de estresse hídrico para uniformização de florada e maturação, gerada na pesquisa conduzida na Embrapa Cerrados, em áreas de produção de café certificadas do Oeste da Bahia e discutir as mudanças no sistema de produção de café irrigado do Cerrado.

As áreas de validação de tecnologia confirmaram os resultados de pesquisa. Em geral, os fatores positivos do estresse hídrico e racionalização da irrigação foram: aumento da produção de café cereja de aproximadamente 40% para 80%, melhor aproveitamento dos grãos da varrição que colhidos no seco apresentam melhor qualidade, melhoria da bebida, redução da produção de grãos defeituosos de 20% para 10%, redução de até 40% das operações e dos custos de colheita onde foi possível com duas passadas de colheitadeira e uma varrição retirar todo o café das lavouras e redução de até 53% da água e energia usada normalmente na irrigação.

Determinou-se a necessidade de ajustar a aplicação de fósforo para garantir o crescimento adequado de novos nós para a safra seguinte e, consequentemente, reduzir a bienalidade de produção das lavouras.