Visita a fazenda Caxambu em Três Pontas

16.03.2017 Autor: Carmem Lúcia Chaves de Brito, a Ucha Fonte: Carmem Lúcia Chaves de Brito, a Ucha
Construção do planejamento de safra

O objetivo maior desta visita foi a construção do Planejamento de Safra; porém, antes disso foi feita uma revista ao campo, com o intuito de fazer uma análise do estado geral das lavouras, seu desenvolvimento, estado nutricional e fitossanitário, evolução dos grãos e acompanhamento sistemático dos processos de renovação das fazendas. 

Neste encontro falamos bastante sobre nosso pacote tecnológico, quebra de paradigmas, foco nos resultados e busca constante de conhecimentos para nossos avanços na cafeicultura. 

Ressaltamos a importância dos programas “Papo de Cafeicultor”, realizados por Guy Carvalho e sua equipe de programação e a contribuição da mídia para a difusão dos conhecimentos e estudos realizados para que todo o setor possa ser beneficiado e, consequentemente, alavancar cada vez mais avanços para a cafeicultura brasileira.

Após a visita aos talhões verificou-se que, apesar dos índices pluviométricos estarem muito abaixo da média, as plantas encontram-se com estado vegetativo muito bom, uma sanidade primorosa, os grãos não sofrem nenhum prejuízo apesar de pouca chuva, apenas verifica-se alguns pequenos desgastes em talhões que não foram podados.

Tal observação nos leva a concluir que nosso pacote tecnológico nutricional está perfeito reiterando um trabalho de anos, acreditando na proposta desenvolvida por nosso consultor, sob a regência das pesquisas de ponta da EMBRAPA Café.

Entretanto observou-se que necessitamos rever os métodos de controle em relação à Broca, uma vez que os produtos disponíveis no mercado nos submetem a buscar novas formas de combate a esta praga, inclusive rever os índices percentuais para o início do combate a ela. 

Outra resposta surpreendente foi o desenvolvimento das lavouras podadas, cujo pacote tecnológico nutricional foi uma aplicação de organo-mineral, acrescido de um choque de nitrogênio e fósforo no mês de Janeiro, medidas orientadas pelo mestre Guy Carvalho.

Assim realizamos mais uma visita técnica que reforça cada vez mais nossa certeza de estarmos no caminho certo junto ao nosso consultor, para nos distanciarmos cada vez mais da máxima da bienalidade divulgada por muitos. 


Galeria

Veja Também

Clientes