Guy Carvalho, é palestrante convidado do 1º BIO COFFE DAY

24.07.2019 Autor: Guy Carvalho Fonte:
Dia 16 de Julho de 2019, aconteceu na Fazenda Santa Cruz, em Paraguaçu-MG, o 1º Bio Coffee Day. Evento liderado pela G

Dia 16 de Julho de 2019, aconteceu na Fazenda Santa Cruz, em Paraguaçu-MG, o 1º Bio Coffee Day. Evento liderado pela Grão de Ouro e Fazenda Santa Cruz, com o tema “Sustentabilidade como fator de competitividade na cafeicultura. ”



Na palestra Guy Carvalho, abordou temas que são pilares nas suas consultorias. A todo tempo, em sua incansável busca por melhorias, busca levar ao produtor as melhores soluções, mas que se adequem a realidade de cada propriedade.

Em destaque mostrou a como a Fazenda Santa Cruz o qual é consultor a quase 8 anos, desenvolveu tecnologias de manejo integrado com sustentabilidade, enfoque nas questões sociais e ambientais, busca por mercados de cafés especiais e certificações. 
“Em todos esses anos como Consultor aprendi a encarar desafios que mudaram a minha forma de pensar” destaca Guy Carvalho.



    Josiani Moraes, gestora da Fazenda Santa Cruz a 11 (onze) anos da Fazenda Santa Cruz, trouxe desafios para o Agrônomo Guy Carvalho que foi aproveitar todos resíduos gerados na Fazenda para produzir adubo orgânico.  É uma forma de levar a Fazenda a integrar a produção com sua caraterística principal que é melhorar e integrar o meio ambiente a cultura do café.

    Em toda a propriedade cada talhão recebe uma atenção especial, afim de adequar o manejo a realidade de cada variedade. 



O MIP – Manejo Integrado de Pragas, é rigorosamente realizado, com foco em redução de pragas e doenças e melhor controle fitossanitário da propriedade. O foco da Fazenda é utilizar produtos que estejam devidamente normatizados para a cultura e que não agridam a biodiversidade local.

O Estudo de mais de 12 (doze) anos de pesquisa em parceria com Embrapa Café, levou o trabalho de Guy Carvalho, com aplicação de fósforo nas lavouras de café, a trazer a seus assistidos grandes resultados, com ganhos em crescimento e produtividade.



 Também entraram em pauta projetos para adequação da mecanização, colheita de café na montanha, irrigação, impactos do clima nesta e na próxima safra no Sul de Minas.

 A cada ano um novo desafio é lançado aos produtores, e nós como responsáveis pela viabilidade da produção, somos essenciais na indicação com responsabilidade de formas viáveis de manejo, finaliza Guy Carvalho.