Após as flores de café estarem abertas, quanto tempo elas gastam para serem polinizadas?

04.10.2019
Crédito: Prof. José Donizeti Alves...................................................................................

Crédito: Prof. José Donizeti Alves.............................................................................................................................................................


A espécie Coffea arabica L. possui flores hermafroditas (sexos masculino e feminino na mesma flor), auto férteis (fertilização do óvulo pelo pólen da mesma flor) e, portanto, auto compatíveis, reproduzindo-se predominantemente por autofecundação. Na prática, isso implica em dizer que, quando a flor se abre, a polinização já foi realizada e, portanto, os frutos em seu estádio inicial já foram formados. Isso acontece porque a C. arabica tem uma flor completa, com todas as estruturas reprodutivas e compatibilidade genética, o que permite a autopolinização da flor quando um grão de pólen entra em contato com o óvulo, completando a fertilização. Apesar da autofecundação ser predominante, o arábica pode utilizar-se da polinização cruzada favorecida pelo vento, abelhas e gravidade, com uma taxa de alogamia de aproximadamente 10% em média, sendo o vento o agente principal da polinização estranha.


O florescimento do cafeeiro inicia-se a partir do segundo ano em campo após as chamadas chuvas de florada, que são precedidas por longos períodos de deficiência hídrica, momento em que as gemas estão em dormência por conta do alto nível de ácido abscísico, um inibidor da floração. As plantas de café apresentam floração gregária, isso é, todas as plantas de uma mesma região florescem ao mesmo tempo em função das mudanças climáticas ocorridas, em períodos que variam de um a quatro dias.


A antese ou abertura da flor ocorre nas primeiras horas da manhã em dias de sol, onde cerca 90% das flores do cafeeiro já estão polinizadas. A abertura inicia-se logo após as 6h, com uma tendência decrescente até valores mínimos por volta das 9h. A partir de 11h, normalmente, não há mais nenhuma receptividade do estigma e, com isso, nenhuma possibilidade de vingamento da flor, portanto os pólens ainda ficam viáveis de 3 a 5 horas dependendo da umidade do ar, uma vez que o clima seco leva a sua esterilidade.


Em dias nublados, as flores não se abrem, o que pode favorecer a autopolinização.  Em certos casos, as flores podem durar até três dias, período em que permanecem atrativas aos polinizadores, especialmente no primeiro dia, onde o néctar produzido pode conter até no máximo 38% de açúcar às 8 h da manhã, diminuindo ao longo do dia. 

Galeria

Veja Também

Clientes