Você sabe como a broca-do-café prejudica a qualidade da sua lavoura?

17.12.2019 Autor: Carol Mendes Fonte: Leonardo Custódio
A broca-do-café (Hypothenemus hampei) é uma praga muito conhecida entre os produtores do mundo e é exclusiva do cafee

A broca-do-café (Hypothenemus hampei) é uma praga muito conhecida entre os produtores do mundo e é exclusiva do cafeeiro. Como muitos já sabem, ela pode atacar o fruto em todos estágios: verde, maduro, passa e o seco que ainda possui umidade.

Venho percebendo que o ataque da broca-do-café aumentou em lavouras mecanizadas, provavelmente resultado de uma safra malfeita, em que muitos grãos ficam no pé, não foi feito repasse ou por falta de uma boa varrição.

Ano a ano, o ataque da broca está aumentando. Devido às condições climáticas, houve irregularidade nas floradas e o produtor teve dificuldade na hora da safra. Acredito que ainda teremos mais dois anos vivenciando essas condições, portanto é necessário ressaltar que a broca-do-café é um assunto sério e merece atenção especial para que seja realizado um correto manejo. 

Vale lembrar que essa praga traz diversos danos, principalmente na qualidade da bebida, sendo a porta de entrada para contaminar o fruto com microrganismos. O cafeeiro sofre então com a queda precoce do fruto e apodrecimento da semente, o que causa um enorme prejuízo econômico.

Alguns danos causados pela broca:

Aspecto físico: devido as lesões, os furos causados pela broca são caracterizados como defeito, o que resulta na desvalorização do produto, portanto um dano econômico;

Como a broca se alimenta do fruto, ele perde peso. Outro dano econômico;

 No beneficiamento: maior porcentagem de catação, ou seja, mais um dano econômico;

Na hora da torra: como houve lesões nas paredes estruturais através do furo, no momento do processo químico há uma queima interna dessas paredes lesionadas;