De olho na nutrição do solo

22.09.2020 Autor: Carol Mendes Fonte: Leonardo Custódio
A nutrição da planta e do solo é essencial para o produtor que almeja uma lavoura equilibrada

A nutrição da planta e do solo é um parâmetro essencial para o produtor que almeja uma lavoura bem nutrida e equilibrada. No final de 2019 e começo de 2020, tivemos um grande volume de chuvas e, nesse período, as lavouras já estavam adubadas. Com o excesso de chuva houve uma lixiviação desse adubo, o que fez com que o cafeeiro não absorvesse todo o nutriente necessário para sua nutrição e equilíbrio, e no período em que os grãos mais precisavam, no final do seu ciclo, tivemos um déficit hídrico.


Diante desse ocorrido, em algumas regiões, as lavouras apresentaram cafés que chamo de “falsos maduros”, ou seja, aparentemente os grãos estavam maduros, porém, quando degustados, a bebida apresentou adstringência do verde, ataque do alcaloide. Além disso, lavouras em faces ensolaradas entregaram grãos mais miúdos e com barriga negativa.



Observei também, em algumas regiões, o mesmo produtor colhendo cafés bem maduros, fazendo pequenos lotes e obtendo xícaras com bebida “riada”. 

Outro detalhe foi a pontuação. A maioria dos lotes não conseguiu obter notas acima de 85 pontos, ficando a pontuação entre 80 e 84. Para quem obteve nota acima de 85 pontos, parabéns, pois está colhendo o resultado de um excelente manejo feito na lavoura. Já nos processos de fermentações, teremos cafés com ótimas bebidas, mas com um curto período do seu sabor.

Compreendo que cada produtor vivencia realidades diferentes, mas acredito que para se obter maior produtividade e qualidade na lavoura é necessário que o foco e a atenção estejam voltados para o que chamamos de “caixa d’água”, ou seja, o solo. Outra questão muito importante é em relação a temperatura, que a cada ano está aumentando mais e mais.