Importância dos concursos de qualidade na inclusão de cafeicultores no mercado de cafés especiais

06.11.2020 Autor: Dra Paula Santini Fonte: BSCA;Prêmio Ernesto Illy
Os concursos são responsáveis por premiar cafeicultores que investem nas lavouras e se dedicam

É de conhecimento público que o Brasil é um dos maiores produtores de café no mundo, e o cultivo e a produção de cafés especiais podem aumentar o mercado e agregar valor a um dos produtos mais tradicionais da lavoura brasileira. Os Concursos de Qualidade de Café no país e no mundo têm tido uma importância fundamental não somente por gerar publicações sobre os eventos, mas também por difundir conhecimentos sobre a produção, destacar as melhores regiões produtoras e despertar a curiosidade e o interesse dos consumidores.

Os concursos são responsáveis por premiar cafeicultores que investem nas lavouras e se dedicam para oferecer aos compradores uma bebida considerada superior, contribuindo para a melhora na produção visando qualidade. Para conseguirem uma boa colocação na disputa, eles precisam obedecer a uma série de procedimentos, como uma colheita com menor número de grãos verdes, utilização de técnicas de secagem e uso do despolpador, além de conhecerem sobre a bebida e desenvolverem classificadores que provem do café para indicar se está bom ou se precisa ser melhorado. 

Todo ano, a BSCA promove um concurso de qualidade, o Cup of Excellence Brazil, que busca os melhores cafés do país. Nele, podem competir produtores de cafés do tipo natural e descascado e os cafés premiados ganham o direito de participar de um disputado leilão internacional via internet, aumentando assim a visibilidade do produtor local e gerando um marketing para venda desses cafés.

O Prêmio Ernesto Illy de Qualidade Sustentável do Café para Espresso é realizado pela Experimental Agrícola do Brasil/Illycaffè e visa incentivar o cafeicultor brasileiro na produção de café de fina qualidade para ‘espresso’, promover a identificação de matéria prima de qualidade para aquisição e o desenvolvimento de práticas sustentáveis.

Além dessas premiações, existem muitas outras. Normalmente, a inscrição é gratuita, sendo solicitado apenas uma quantidade de café para ser avaliada. O produtor não perde em participar e, se for campeão, poderá vender suas sacas por valores acima do estimado no mercado.

“Com muito orgulho, pude participar do Projeto Café Gourmet – BSCA, financiado pela OIC e Ministério da Agricultura, e fui responsável por acompanhar dez fazendas modelo e avaliar a viabilidade de se investir na melhoria da qualidade.  Desse projeto, surgiu o primeiro concurso de qualidade Cafés do Brasil, hoje chamado de Cup of Excellence Brazil, que juntamente com Prêmio Ernesto Illy são marcos importantes no incentivo da melhoria da qualidade do café brasileiro”, disse Guy. 

Visita ao sítio Sítio Renascença,em Cabo Verde/MG, do Sr Toninho Ribeiro, uma das 10 fazendas modelo do Projeto Gourmet, que originou o Concurso Cafés do Brasil

Fonte: 

BSCA – Associação Brasileira de Cafés Especiais

Clube Illy

A qualidade como fator de competitividade para a cafeicultura. In: Simpósio de Pesquisa dos Cafés do Brasil, Brasília, 1°, Poços de Caldas/ MG. Anais: Consórcio Brasileiro de Pesquisa e Desenvolvimento do Café, 2000. RIBEIRO FILHO, G. C.

Galeria

Veja Também

Clientes