7° Concurso de Qualidade dos Cafés de Cabo Verde/MG - edição 2020

07.12.2020 Autor: Carol Mendes Fonte: ASSPROCAFÉ
Lote proveniente da Fazenda Passeio I fica em primeiro lugar na Categoria Natural

A Associação dos Produtores de Cafés Especiais de Cabo Verde/MG (ASSPROCAFÉ) realizou o 7° Concurso de Qualidade dos Cafés de Cabo Verde/MG. Para participar foi muito simples: o produtor encaminhou à comissão organizadora 2 quilos de café, espécie Coffea arabica, peneirado em crivo 16 e acima, tipo 2 (máximo de 4 defeitos de acordo com a Classificação Oficial Brasileira) e com teor de umidade entre 10 a 12%. Nossa colunista e parceira Dra Paula Santini auxiliou os produtores sobre a forma como as amostras deveriam ser entregues através de um vídeo explicativo. 

Foram coletadas 60 amostras de produtores de Cabo Verde, que foram entregues a EMATER/MG, parceira este ano para a realização do concurso, que utilizou a infraestrutura do antigo Centro de Excelência do Café, hoje sobre a coordenação do Instituto Federal - Campus Machado, para realizar a codificação e avaliações física (peneira, tipo e umidade) e sensorial (bebida) na metodologia SCA. 

Na avaliação física, as amostras que não atingiram o padrão citado foram desclassificadas sem passar pela avaliação sensorial, daí a importância de esmero no preparo da amostra. Aprovada na avaliação física, a amostra passou por avaliação sensorial por uma equipe de provadores altamente especializados na metodologia SCA. As amostras classificadas para a segunda fase tiveram nota mínima de 84 pontos. Nessa edição, em função da alta qualidade dos cafés enviados, foi utilizado o segundo critério para corte, que chegou a 87 pontos em uma das categorias. 

Os finalistas do Concurso foram elencados, a partir dos resultados obtidos pelos inscritos, na primeira fase do 17º Concurso Estadual dos Cafés de Minas Gerais. As notas obtidas foram motivo de grande satisfação à comissão organizadora, inclusive sendo necessário recorrer aos jurados para realizar desempates, fato que levou à divulgação de sete finalistas na categoria natural, de onde saíram os cinco premiados.

“Gostaria de parabenizar todos os premiados nesse importante Concurso, em especial meu amigo Adolfo Henrique Vieira Ferreira, da Fazenda Passeio I, uma das minhas assistidas, pelo primeiro lugar na Categoria Natural, tendo obtido 89,50 pontos no lote enviado à comissão organizadora. Essa premiação só vem reforçar o grande trabalho que toda a equipe da Fazenda está desenvolvendo na produção de cafés especiais com excelência em qualidade”, disse Guy. 

Galeria

Veja Também

Clientes