Doenças de inverno: importância de proteger a lavoura de café

11.08.2018 Autor: Administrador Fonte: Guy Carvalho
As doenças de inverno podem comprometer a produção das lavouras, por isso seu controle deve ser preventivo e bem planejado

Nesta época do ano, os cafeicultores se dedicam intensamente a colheita e preparo do café, e algumas vezes acabam reduzindo os cuidados com a lavoura, diferentemente do que ocorre no período chuvoso, em que há grande preocupação com os controles fitossanitários.


Durante o inverno, as noites frias e com muita umidade favorecem o molhamento das folhas, proporcionando um ambiente favorável ao desenvolvimento de algumas doenças que devem monitoradas e se necessário controladas, por isso proteger o café nessa época é extremamente importante.


Entre as principais doenças destacam-se a mancha de phoma, a mancha-aureolada e a ferrugem tardia. 


A mancha de phoma é causada por um fungo que ataca as folhas, os ramos e os botões e pode causar muito prejuízo para o produtor. Quanto maior o molhamento da lavoura, mais intenso é o ataque, por isso o controle deve ser preventivo e bem planejado. O período de controle principal ocorre no outono e inverno, sendo complementares os cuidados pós-florada. 



Mancha de phoma no café


A identificação da doença é muito fácil de ser observada, ocorrendo primeiramente uma mancha e depois escurecimento e morte do ramo. Nas folhas ocorrem manchas no formato de círculo concêntricos com lesões na borda ou meio. O controle deve ser feito com no mínimo duas aplicações de fungicida, podendo chegar até quatro em algumas regiões, uma vez que a doença é muito agressiva e, por isso, demanda muitos cuidados. 


A macha-aureolada possui sintomas semelhantes a macha de phoma, mas é causada por uma bactéria.  Já a ferrugem do cafeeiro é uma doença que causa a desfolha das plantas, e, em consequência, promove a redução da produtividade dos cafeeiros.


                                    

                 Mancha-aureolada no café                                           Ferrugem do cafeeiro


O principal produto disponível hoje para combater as doenças é o uso fungicida juntamente com o cobre, sendo importantes também para o manejo de resistência dos patógenos. 


Em julho de 2017, o tema foi abordado no Canal Papo de Cafeicultor e continua sendo muito atual. Se você já assistiu ao vídeo, relembre as dicas. Caso ainda não tenha assistido, aproveite para tirar suas dúvidas sobre o assunto –  https://www.youtube.com/watch?v=b_m_NlO1DPk&t=3s 


Agradecimentos especiais a equipe da Fazenda Santa Rita do Grupo Gira e ao colega Pedro Mendonça, pesquisador da BASF, por compartilhar seus conhecimentos sobre o tema.

Galeria

Veja Também

Clientes