Combate de Ervas Daninhas no Cafezal

15.10.2017 Autor: Guy Carvalho Fonte: Papo de Cafeicultor
Combate de Ervas Daninhas no Cafezal

Amigos cafeicultores, estamos hoje em Areado, na Fazenda Engenho de Serra, do proprietário João Paulo, com a participação do José Saulo Gonçalves, Diretor do Grupo Grão de Ouro que sempre incentiva o nosso canal. Vamos falar de manejo de mato, vamos falar de um novo produto que vem auxiliar no controle de ervas daninhas para o cafeeiro.

- Guy: Saulinho, você que também é cafeicultor, conhece os nossos problemas e sempre trouxe novidades para o cafeicultor e para nossa atividade. O que você tem a dizer sobre manejo de mato?

Bem Guy, somos grandes parceiros da Bayer que hoje nos traz novidades e tecnologias para o cafeicultor. Então, nós temos um produto que a Bayer lançou recentemente, o Alion. Esse produto vem muito a calhar dentro das necessidades do cafeicultor.

O Saulinho nos mostra que essa nova tecnologia interage muito bem com o nosso manejo de mato. Hoje nós precisamos de manter o meio da rua coberto com uma cultura que aqui no João Paulo é a braquiária, porém, ele vem com o apelo de manter limpo aonde tem que estar limpo que é da projeção da barra para dentro, onde nós aplicamos o produto, e o meio da rua que ele vai manter a planta de cobertura.

- João Paulo: Para vocês entenderem melhor, pessoal, o efeito do produto, aqui foi aplicado - nessa área até o tronco do cafeeiro tivemos a ação do Alion e o centro da rua onde eu faço reciclagem de nutriente, a braquiária está normal, ou seja, fazendo a reciclagem dos nutrientes que é o seu papel e voltá-los para o cafeeiro.

Nós que vamos escolher onde não queremos mato na lavoura. Por exemplo, eu não quero mato de baixo da saia ou eu não quero mato daqui para lá ou uma lavoura muito densa, talvez você não queira mato total. Você irá fazer o seu manejo, optar por planta de cobertura ou qualquer outro tipo de planta. Uma lavoura intercalar, temos produtores que fazem subsistência para o feijão ou outra coisa. Ele vai continuar fazendo e aplicar o produto onde for conveniente para ele. É um pré-emergente que chega a dar até 8 meses de controle.

- Guy: Saulinho, pré-emergente é aquele que temos que aplicar antes de nascer o mato?

- Saulinho: Justamente, você tem que aplicar antes do mato ter nascido e se tiver alguma coisa nascido temos que entrar com um herbicida de contato, junto ou seletivo para ele conseguir fazer o efeito total. Vou te mostrar na prática que é por causa disso aqui, devido as primeiras chuvas que tivemos, a sementeira já começou a estourar e pelo fato do herbicida ser pré-emergente, ele não vai pegar isso aqui. Então é por isso que temos que colocar o glifosato junto ou até um produto, mas específico. Para ele matar esse mato

- Saulinho: Nós podemos ver que essa lavoura saiu de poda e nós temos a folha que caiu devido a safra muito alta e mais o resido da poda que não é problema. Podemos aplicar sem preocupação, mas só atentar e ter cuidado para a sementeira que temos que aplicar um produto para matar ela, ou seja, um produto específico para matar sementes. Planta ele não mata.

- Saulinho: A época correta para fazer essa aplicação é durante o início das águas em diante, no início das chuvas, porque o produto precisa de umidade para poder funcionar. 

O Saulinho comenta a redução de mão de obra que esse produto proporciona.

- Saulinho: O Alion, se você aplicar na época correta, ele vai eliminar essa sementeira, não deixando ela germinar. Com isso, vai reduzir mão de obra, porque, vamos dizer um cipó que estiver lá de baixo que receber essa luz do sol, por causa da poda ou de uma lavoura de carga alta, ela vai subir no pé de café e depois terá que vir com a mão para tirar do pé de café e isso demanda muita mão de obra e muitas vezes não conseguimos chegar em tempo hábil e isso prejudica muito a planta.

E ele completa que essa mão de obra pode ser usada em outras atividades mais importantes, como o desbotar.

- Saulinho: Essa mão de obra, hoje, é muito importante e necessária. Ela, ao em vez de estar tirando o cipó da planta, poderá ser usada para o desbotar, atividade necessária que irá prolongar a vida útil da lavoura, vai facilitar a poda futura.

- Guy: Essa tecnologia tanto pode ser utilizada em uma fazenda plana e mecanizada como também pode ser feito na montanha. 

- Saulinho: Na montanha, o apelo da tecnologia é até maior que em lugar plano, porque a dificuldade da mão de obra na montanha e a aplicação é muito maior do que em lugar plano. 

O Saulinho destaca que esse produto já é conhecido. Essa tecnologia de manejo de mato já é utilizada em outras culturas e também em outros países.

- Saulinho: Muito viável, muito segura e veio para ficar. Nós acreditamos muito nela, a Bayer testou muito tempo esse produto. Nos Estados Unidos, por exemplo, ela é utilizada em laranjas há muitos e muitos anos. Na parte da biologia do solo, ela é segura e você não vai ter nenhum problema.

- Guy: Agora nós vamos ouvir o colega San Ruan.

- San Ruan: Um novo produto quando é trazido para ser testado, ele precisa quebrar paradigmas. Ele não pode ser igual ao que há existe. Pesquisei ele por 11 anos, foi lançado com um sucesso total no Brasil. Ele já é comercializado já em alguns anos. Então foi um desafio muito grande fazer ele se tornar uma ferramenta tão importante para o café.

Obrigado pela atenção, se inscreva em nosso canal e continue acompanhando os vídeos.

Obrigado pela atenção, se inscreva em nosso canal e continue acompanhando os vídeos.

Galeria

Veja Também

Clientes