Secagem de Café Sem Terreiro - Secador Para Pequenos Produtores

28.10.2017 Autor: Guy Carvalho Fonte: Papo de Cafeicultor
Secagem de Café Sem Terreiro - Secador Para Pequenos Produtores

Amigos cafeicultores, o nosso vídeo de secagem de café sem terreiro foi o maior sucesso, foi muito comentado e curtido, porém, tem surgido algumas dúvidas. Fui questionado por pequenos e médios produtores se uma tecnologia tão inovadora como essa estaria acessível a eles. Então, liguei para o Eduardo e questionei isso a ele. Ele me convidou, estou aqui acompanhado de pequenos e médios produtores para ouvir a opinião deles na Fazenda Harmonia em Muzambinho e vamos conhecer essa máquina inovadora.

Eduardo, viemos conhecer a máquina aqui em Muzambinho e realmente notei diferenças. Aquela que vimos em Coqueiral secava três lotes e essa seca uma apenas. Além disso, estou vendo que o material dessa é mais simples quando comparamos com o modelo de Coqueiral. Isso torna viável ao pequeno produtor?

- Eduardo Reis Chaves, Representante Penagos: Muito viável, esse equipamento foi planejado e pensado no pequeno produtor ou no produtor que busca micro lotes. Então você vê um equipamento simples, com materiais mais acessíveis e ele continua com várias vantagens. Primeiro, não temos a necessidade de passar no reitero, ou seja, vai direto da colheita para o secador, secando em 24 horas. Segundo, ele é extremamente fácil de ser montado.

- Guy Carvalho: A tecnologia é a mesma?

- Eduardo Reis Chaves: A tecnologia é a mesma e já disponível.

- Guy Carvalho: E a questão de preço?

- Eduardo Reis Chaves: O preço se você comparar com os tipos de secas que temos hoje no Brasil, você vai ver que a seca mais barata é do Ecodriver. Então, ele é o equipamento com o melhor custo benefício. Para isso, eu peço que quem tiver interesse entre em contato conosco ou com as cooperativas.

Estou aqui com o Mauricio, Engenheiro da Penagos, que veio ajudar a adaptar essa tecnologia para o Brasil.

- Guy Carvalho: Mauricio, esse secador tem viabilidade para o cafeicultor brasileiro?

- Mauricio Vianchada: Tem viabilidade

- Guy Carvalho: Aqui no Brasil, o que você encontrou de dificuldade para adequar ao café bica corrida ou o café sem ser despolpado.

- Mauricio: No Brasil, temos muita diversidade de café, então temos o café boia, o café cereja  e cada um tem um requerimento de secagem diferente. Então, a dificuldade basicamente foi a receita de chegar e conseguir 24 horas de eficiência desse equipamento. Hoje, o equipamento está funcionando e estamos obtendo resultado que esperamos dele. 

- Guy Carvalho: Um cd , ele seca saindo do despolpador em quanto tempo?

- Mauricio: Saindo do despolpador, faz o processo de transporte, chegando no secador e completou sua capacidade, 24 horas depois estamos entregando o café seco, direto para a tulha.

- Guy Carvalho: Quer dizer, o cd 24 horas. Mas, e o natural ou bica corrida, como está nessa máquina agora?

- Mauricio: O natural, com a experiência que temos no Brasil, estamos secando entre 26, 28 horas e um pouco mais. Mas, chegando nessa receita que precisamos, acredito que vamos conseguir chegar nas mesas 24 horas sem afetar a qualidade do café.

Agora vamos falar com o Rodrigo de Almeida Machado, proprietário da Fazenda Harmonia, Muzambinho - MG.

- Guy Carvalho: Rodrigo, você ficou com o secador esses dias, você gostou do equipamento?

- Rodrigo: Gostei, o equipamento realmente é excelente. Nós tivemos a surpresa muito grande com a agilidade de seca e praticidade. A rapidez nos deixou espantado e ficamos preocupado com a qualidade da bebida, já que a secagem foi muito rápido e quebra-se um paradigma na cafeicultura. Realmente nos surpreendeu muito, está de parabéns.

Estou aqui com o Clovis de Pizza, Técnico da Emater e faz um brilhante trabalho com o Certifica Minas aqui nessa região de Muzambinho, uma área que envolve 8 municípios e trabalha muito também pequenos produtores. 

- Guy Carvalho: Clovis, essa tecnologia é viável para café especial e certificado?

- Clovis: É uma tecnologia nova, estou aqui hoje para conhecer. Eu acho que se ela chegar em termos de custo acessível ao agricultor, cumprindo o que ela vem se mostrando a fazer, será uma tecnologia extremamente viável. Principalmente a possibilidade de trabalhar pequenos lotes, com uma quantidade razoável.

Vieram comigo aqui na Fazenda Harmonia, esses meus amigos da Associação de Produtores de Cafés Especiais de Cabo Verde. Eles são pequenos produtores e eu quero saber a opinião deles.

- Guy Carvalho: Antônio, você gostou dessa tecnologia, pode ser viável para um pequeno produtor?

- Antônio Edson de Souza: Gostei, acho que pode ser muito viável. Reduzindo mão de obra e muito mais.

- Guy Carvalho: Sobre colocar esse café no terreiro, Marcus Antônio, Sítio Fazenda Fazendinha, pode ajudar na produção de cafés especiais?

- Marcus Antônio de Oliveira Carvalho: Pode, você vai ter mais tempo para cuidar do café, prestar mais atenção na evolução da secagem, na época da colheita. Fazemos uma colheita mais rápida e concentrada. Conseguimos padronizar a quantidade de café.

- Guy Carvalho: Garantindo a qualidade?

- Marcus Antônio: Garantido a qualidade. 

- Guy Carvalho: Pedro, você já tinha visto uma máquina como essa?

- Pedro Henrique, Fazenda Pereiras: Não tinha visto

- Guy Carvalho: É diferente de tudo?

- Pedro Henrique, Fazenda Pereiras: É diferente de todo secador que temos e conhecemos. Tem tudo para dar certo e no café especial também. Acho que é uma tecnologia que tem tudo para funcionar.

Agora estamos com dois amigos, o Francisco, Presidente da Coopasy e o Carlos Julio, consultor da Coopasy.

- Guy Carvalho: Vocês gostaram do que viram?

- Calor Junior: Sim, gostamos muito do que vimos. Acho que pode agregar muito valor aos pequenos produtores que são os nossos cooperados. Acredito que tanto na facilidade da movimentação do café, até mesmo na qualidade superior que ele pode estar buscando, com certeza ele irá agregar muito valor.

 

Obrigado pela atenção, inscreva-se em nosso canal e continue acompanhando os próximos vídeos.

 

Galeria

Veja Também

Clientes