Novo cenário na cafeicultura

25.11.2020 Autor: Administrador Fonte: Leonardo Custódio
Déficit hídrico e altas temperaturas podem prejudicar a produção e a qualidade do próximo ano

Podemos perceber um novo cenário na cafeicultura nesses últimos meses; déficit hídrico e altas temperaturas podem prejudicar a produção e a qualidade do próximo ano. 

Acredito que em decorrência das altas temperaturas, o produtor terá que se adaptar e trazer mais tecnologia para a lavoura, além de traçar estratégias para enfrentar as intempéries. Precisará entender que é importante manter o solo mais úmido e com muita matéria orgânica, utilizar cobertura verde na linha do cafeeiro, pensar nas futuras implantações das lavouras, como por exemplo trazer plantas com arquitetura mais fechada, que podem segurar mais umidade na planta, e evitar aquelas que possuem arquitetura mais aberta, além de trabalhar o consórcio com árvores para auxiliar no sombreamento das lavouras. Compreendo que para os produtores com colheita mecanizada isso é loucura, mas estamos caminhando para um clima com altas temperaturas, que será ainda mais prejudicial para as lavouras.


Me perguntam se a qualidade da safra 2021 está prejudicada e creio que está, mas ainda é cedo para afirmar. Cabe ressaltar que o cafeeiro cuida dele até dezembro e a partir de janeiro cuida dos frutos, e acredito que teremos uma quebra entre 20% a 30% da safra. Sobre a qualidade, temos que esperar o início do ano, pois no que se refere a clima é difícil traçar um resultado.